terça-feira, 18 de julho de 2017

CEBs e Escola Fé e Política refletem sobre as "Mulheres Ontem e Hoje"


Julho chegou neste agreste pernambucano acompanhado de agradável frio, atrativo turístico da terra das sete colinas. O frio nos faz caprichar no agasalho, mas não só, nos dias 08 e 09 de julho caprichamos também no aconchego e na troca de experiências. Nestes dias mulheres das Comunidades Eclesiais de Base do Sítio Cruz, Paranatama, Canhotinho e Correntes, se juntaram a Turma 2017 da Escola Fé e Política Irmãos Juvenal Bomfim e Gabriel Hofstede, para refletir o papel da mulher ao longo da história, na Igreja e na Sociedade. Carla Caminha, da Diocese de Palmares e parceira da Escola Fé e Política, nos ajudou neste aprendizado.

Começamos a manhã provocando a reflexão sobre "Quem somos e quem estamos", aqui pudemos conhecer um pouco mais dos participantes, pais, mães, agricultoras, donas de casa, professoras, sindicalistas, felizes com o reencontro, angustiadas com o cenário político e apaixonadas pelas vivências do Reino de Deus em meio as suas Comunidades de Base. Numa tempestade de Ideias continuamos a fase de conhecimento, desta vez pontuando nomes e características de mulheres de ontem, que ao longo do tempo ajudaram a mudar a história e a construir uma sociedade menos desigual, bem como a de mulheres que ainda precisam enfrentar o machismo cultural em pleno século XXI.

Na tarde, entre conceitos e questionamentos sobre gênero, igualdade, equidade e políticas públicas para mulheres, nos pegamos na pergunta inicial  "qual o papel da mulher na sociedade?", e não só porque virou jargão nas redes sociais, reafirmamos que "é onde ela quiser". E nesta linha seguimos para refletir um pouco sobre mulheres na Bíblia - Débora, Ester, Maria mãe de Jesus, Madalena - mulheres que a seu modo ocuparam espaço de tomada de decisão e ajudaram na efetivação dos planos de Deus para seu povo.

A noite ainda em clima junino, muitas gargalhadas para montar a quadrilha, chocolate quente e bons papos acompanharam a confraternização. No domingo, um pouco mais sobre Empoderamento Feminino,  conhecer para melhor ocupar os espaços, refletir sobre direitos e deveres, para lutar sobre a efetivação de políticas públicas, garantir igualdade em nossos lares, trabalhos, comunidades... Participamos da Celebração Eucarística com a comunidade e após o almoço nos despedimos, na certeza de que cada despedida é o começo de uma nova missão..

Confira algumas fotos:










Texto e imagens por Francielly Falcão

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Escola Bíblica - CEBs NE 2


Desde Março de 2016 a Comissão Regional NE 2 de CEBs, ampliou seus trabalhos conjuntos, dando inicio a uma etapa formativa com a Escola Bíblica. Momento ímpar de se aprofundar no estudo da Palavra de Deus com base na metodologia do CEBI, e a mediação de Dom Sebastião Armando Gamaleira.  No primeiro ano o estudo foi dedicado ao Primeiro Testamento. Seguindo com os estudos, este ano estamos imersos na vida de Jesus e das primeiras comunidades.

Nos dias 16 a 18 de Março, estivemos reunidos para dar inicio ao 6º módulo, um chamado a conhecer as comunidades da primeira geração nos seus 20 primeiros anos, e a entender a missão de Paulo e de sua equipe pastoral nas comunidades helenistas, bem como seus escritos pastorais. Com dinâmica, e muita partilha o estudo foi sendo construído coletivamente, foi uma alegria perceber nas primeiras comunidades tão belos exemplos de diversidade, e compromisso com o projeto de Jesus. 

Com o vagão do 14º Intereclesial prontinho para entrar no trem das CEBs, demos uma pausa no estudo para encaminhar questões práticas da viagem. A noite seguiu com a confraternização, aquecida pela tradicional fogueira e para domingo uma linda celebração estava preparada. Alimentados da Palavra de Deus, e motivados a retornar em setembro, seguimos viagem, com missões importantes na bagagem: seguir firme no estudo e na partilha em nossas bases. 

Em setembro teremos notícias se estas missões foram cumpridas, por hora acompanhe os registros deste final de semana tão especial:










Escola Bíblica Frei Juvenal - 12 de Junho

No último dia 12 de junho, as Turmas 1 e 2 da Escola Bíblica Frei Juvenal se reuniram na capela de Nossa Senhora de Guadalupe, para partilhar o estudo, e partilhar a vida no dia do aniversário de seu patrono. Confira o relato deste momento tão especial por Cida Souza:

"Como é gratificante contemplar o crescimento da comunidade!!! 
Hoje tudo parecia diferente. As crianças, adolescentes, os adultos estavam iluminados. A turma 1 partilhou o estudo do livro de Ester. A jovem que esconde sua origem judaica para ser escolhida como rainha. Mas, quando seu povo é ameaçado de extinção, não hesita. Após tempo de jejum e oração, coloca sua vida em risco para salvar a vida do povo.
 A turma 2 partilhou o estudo sobre a vida de Moisés. Escolhido por Deus para ajudar na libertação do povo escravo no Egito. Muito lindo perceber o amadurecimento das duas turmas através da participação, das orações espontâneas.
Terminada a partilha dos estudos acendemos a fogueira, soltamos fogos, rezamos o terço e comemos munguzá. Celebramos assim o aniversário de Frei Juvenal que parecia que estava ali presente. E estava mesmo - sempre presente nas nossas vidas!"











quarta-feira, 31 de maio de 2017

Escola Fé e Política realiza o Segundo Módulo com sua 5ª Turma - Diocese de Garanhuns


Maio é um mês simbólico na história da nossa Escola Fé e Política, nos traz a memória o seminário de abertura lá em 2012. Cinco anos se passaram e o sonho que começava a tomar forma naquele momento se consolida a cada turma, a cada novo módulo. A história do Povo de Deus, também faz parte de um sonho, O Sonho de Deus, e este foi tema do 2º módulo desta quinta turma, realizado nos dias 13 e 14 deste mês.


Crianças e adolescentes da Escola Bíblica Frei Juvenal,  trouxeram leveza e poesia para o estudo do Antigo Testamento, dramatizando passagens da história do povo hebreu, e reavivando a memória sobre os conhecimentos bíblicos. Aos poucos Cida Souza foi construindo uma linha tempo, refletindo a formação do povo, o caminho percorrido até a terra prometida, a experiência da sociedade tribal e os desafios da monarquia. Sempre fazendo um paralelo com a nossa contemporaneidade, reafirmando a opção preferencial pelos pobres feita por tantos profetas do nosso tempo, com um destaque para o trabalho do querido Frei Juvenal.

Afinal, qual o sonho de Deus para seu povo? Repetindo por diversos momentos essa pergunta, Cida nos ajudou a perceber o Sonho de Libertação que acompanha toda a história do Seu povo até os dias atuais, um Deus que vê e ouve os clamores do seu povo, que conhece seu sofrimento e desce para libertá-lo (Ex 3, 7-10). Destacou a presença das mulheres,  doces e corajosas, na efetivação deste sonho, e de como os profetas foram assumindo sua missão de denuncia das injustiças, e de anuncio de dias melhores, nesta longa caminhada.

Na avaliação do encontro não faltaram elogios e agradecimentos pelo jeito amoroso de falar do Antigo Testamento, e pela atualização do Sonho  de Deus. Foi sem dúvida um dia de oração e aprendizado. A noite cultural encerrou este módulo nos mostrando a beleza e dinâmica da partilha, com mesa cheia de gostosuras e vários momento de descontração construídos a muitas mãos. 

10º Encontro de Jovens das CEBs - Diocese de Garanhuns

"Somos todos iguais na diferença"

Reunir os jovens para refletir à luz da Palavra de Deus sobre os desafios da caminhada comunitária, e o inúmeros desafios próprios da juventude passou de uma necessidade em 2008, para um evento consolidado na sua décima realização - realizada nos dias 06 e 07 de maio de 2017. Esses anos reafirmaram nossa crença deu fortalecer a juventude em suas bases é fortalecer e garantir viva a chama das Comunidades Eclesiais de Base em meio as muitas influências desta sociedade plural e globalizada.

O comprometimento dos nossos jovens com o encontro começa sempre no ano anterior, quando no planejamento se reúnem em grupo e definem o tema. Para este muitas sugestões chegaram, todas direcionadas ao enfrentamento das intolerâncias que crescem em nosso meio. Machismo, racismo, homofobia, intolerância religiosa, ou preconceito de classe social estão dentro de nossas casas, nas escolas, e por vezes nas comunidades. Abraçamos a temática e construímos um final de semana especial cheio de convivência com as diferenças.

Pela manhã, os jovens das cidades de Paranatama, Saloá, Garanhuns, Lajedo, São Bento do Una e Correntes foram acolhidos pelos jovens da Comunidade do Sítio Cruz, que nos ajudaram também no momento de oração. Como de costume uma dinâmica de apresentação, que nos fez brincar um pouco com música e troca de experiências sobre a temática. Um contrato de convivência foi construído, e logo após a reflexão foi provocada pelo curta metragem O Xadrez das Cores. Nos grupos de trabalho diversos casos de preconceito foram dramatizados, e as discussões foram mediadas por Rubens Pita, Júlio e Ana Carla, educadores e psicopedagogos.

Máscaras e Rótulos foram colocados em pauta, e com muito bom humor desconstruídos. Ana Carla deu seu recado: "não podemos ser dependentes deles, e precisamos ajudar os que estão a nossa volta para que também percebam isso". Na noite cultural boas brincadeiras, e o Karaokê, porque já faz parte da tradição, é claro. O domingo começou com um momento orante na sombra dos jatobás, glorificando a Deus pelas diferenças, que somadas nos tornam uma grande família. Ana Carla continuou com a assessoria.
Em grupos sugestões foram dadas para o XI Encontro,  na avaliação só elogios a metodologia e participação de todos.

Junto com a comunidade participamos da celebração eucarística, fizemos a foto oficial, e entre risadas e abraços fomos nos despedindo. Animados para multiplicar nas bases e para um retorno em 2018. Acompanhe um pouco deste encontro nas fotos  abaixo.











terça-feira, 30 de maio de 2017

Assembleia Geral Ordinária da Fundação Santuário das Comunidades do Agreste de Pernambuco, 27 de maio.


Nova Diretoria da Fundação Santuário das Comunidades
As chuvas chegam trazendo diversos tons de verde para as paisagens do Agreste, e com elas a renovação da alegria e esperança dos agricultores. Este clima de renovação da o tom da nossa 28ª Assembleia Geral Ordinária, na pauta a prestação de contas de 2016, definição da temática do Natal das Comunidades, reflexão sobre as mudanças administravas do Santuário e processo eletivo para diretoria da fundação.


A equipe de acolhida nos presenteou com o “Complexo vitamínico 2017 – Motivex CEBs”, jeito animado de nos lembrar que precisamos de doses diárias de alegria, esperança, fé para seguir comprometidos com a causa do Reino. Como manda a bula do complexo vitamínico o tratamento deve ser acompanhado da Palavra de Deus, e a Palavra refletida nesta manhã foi a passagem das “Bem Aventuranças”; na reflexão lembramos de todos os bem aventurados dos dias atuais, que gritam nas ruas por Diretas Já, que somam forças na defesa das minorias, que em suas bases, mesmo com tantos desafios desenvolvem ações que vão de encontro ao sistema capitalista, dentre tantos outros.

Seguindo com a programação, a presidenta Hermínia apresentou a prestação de contas de 2016, que foi aprovada por todos os presentes. Em seguida, Cida Souza mediou um momento reflexivo em preparação ao Natal das Comunidades, nos grupos vários assuntos foram levantados, mas três palavras de destacaram esperança, libertação e oprimidos. Ficou a cargo da diretoria afunilar os temas propostos e preparar as novenas de Natal, que sem dúvida nos ajudarão a fortalecer nossa esperança diante de tantos desafios da conjuntura atual.

Uma pausa para o almoço e para as boas conversas em torno da mesa. Na parte da tarde Hermínia, Toinho e Glaucia conduziram um momento de reflexão sobre o crescimento dos trabalhos do Santuário das Comunidades e da necessidade de reorganizar a administração da casa, a qual demandará mudanças no estatuto. Desta reflexão as três dioceses saíram com a missão de compor uma equipe de estudo do estatuto, que em breve serão apresentadas em nova assembleia.

Seguiu-se com a eleição da nova diretoria. Candidatos das três dioceses compunham a chapa, e por voto secreto a assembleia pode escolher a nova diretoria. Assim foram eleitos para o triênio 2017-2020 a seguinte diretoria: Cida Souza – Presidente, Aurea Guerra – Vice-presidente, Hermínia Boudens – 1ª tesoureira, Alderson Antônio (Chacal) – 2º tesoureiro, Erivaldo Alcântara – 1º secretário, Elaine Lima – 2ª secretária. E o Conselho Fiscal composto por João Diogo, Francisca Alves, Nadja Macêdo, Paulo e Gilsomar.

A tarde foi encerrada com Celebração Eucarística, que começou na pedra fundamental, passou pela tenda e foi encerrada no salão. Um destaque para homenagem a querida Nena Marinho que fez sua Páscoa a pouco tempo e que tanto contribuiu com a história das CEBs do agreste. A noite foi regada com as chuvas, e a confraternização animada com muito forró. Aos poucos os sócios seguiram viagem, ou pararam para o merecido descanso, as chuvas continuaram e acalentaram o sono de quem dormiu por lá.