terça-feira, 11 de setembro de 2018

Escola Fé e Política realiza mais um módulo de estudo.


Nos dias 25 e 26 do mês de agosto de 2018 realizou-se mais um módulo da Escola Fé e Política Irmãos Juvenal Bonfim e Gabriel Hofstede no Recanto Franciscano Nossa Senhora de Guadalupe no Sítio Cruz-Garanhuns. O encontro iniciou com a oração coordenada por Ávila e Maxsuel. Cantamos o mantra "Ó luz do Senhor", ouvimos a leitura do Evangelho de João que Cristo se apresenta como o pão descido do céu, houve um instante de meditação e seguimos com um canto relacionado ao texto bíblico. 

Dando continuidade, acolhemos a assessora Flavianeide que pediu para cada aluno se apresentar e falar um pouco da vivência na sua comunidade. Em seguida, ela solicitou aos alunos que discutissem algumas questões sobre o conceito de Políticas Públicas. Após, cada grupo apresentou suas considerações sobre os questionamentos da assessora. Na sequência, Flavianeide ressaltou a necessidade de conhecer melhor as Políticas Públicas e destacou a importância do Controle Social para que as referidas Políticas  sejam implementadas.

No final da tarde  avaliamos o dia, os participantes consideraram um momento de muito aprendizado; discutimos sobre o Grito dos Excluídos, escolhemos a frase e os símbolos para levarmos no dia 07 de setembro do ano em curso. À noite, fizemos a confraternização, a qual foi muito animada.

 Na manhã do dia seguinte, iniciamos com a oração coordenada por Kaline e Katiane. Elas fizeram a leitura do Evangelho segundo João. A assessora Jéssica foi acolhida e iniciou o estudo sobre "História dos Movimentos Sociais" . Ela apresentou o percurso histórico dos Movimentos Sociais até os dias atuais, concluindo com a escuta dos alunos que participam de Movimentos como: CPT, Associações, Sindicatos, entre outros. Assim foi concluído mais um módulo da Escola Fé e Política da Diocese de Garanhuns.

Encontro da Comissão Ampliada de CEBs - Garanhuns



No ultimo dia 18 de agosto de 2018, a Comissão Ampliada de CEBs da Diocese de Garanhuns esteve reunida em mais um encontro de estudo e planejamento. Na ocasião representantes das CEBs de 6 paróquias refletiram sobre nossa a identidade de CEBs, esse novo velho jeito de ser Igreja, que valoriza nossa condição de sujeito e protagonista em todas as dimensões da comunidade.

Os delegados que participaram do 14º Intereclesial em Londrina-PR partilharam um pouco da experiencia vivida , lembrando a felicidade do encontro de tantos irmãos e irmãs que assim como nós, com suas pequenas ações colaboram na construção de uma sociedade mais justa e fraterna. 

A tarde tivemos uma roda de conversa sobre as eleições 2018, e nossa responsabilidade na escolha para o executivo e o legislativo. Para concluir encaminhamos questões práticas de articulação para a Assembleia Diocesana de CEBs que ocorrerá nos próximos dias 15 e 16 de setembro, e para 22ª Festa da Colheita, no dia 21 de Outubro. 

Estes são nossos próximos encontros... 



Guardem em suas agendas... 
Até la!

11º Encontro de Jovens das CEBs - Diocese de Garanhuns

"O Jovem na Igreja e na Sociedade"

A juventude enfrenta diversos desafios para ser quem realmente é, e superar o estigma de que é o futuro da igreja, ou da sociedade. Nossa juventude não é o futuro apenas, mas o rosto atual dos espaços que ocupa. E é pensando em fortalecer essa juventude para que seja cada vez mais protagonista em suas comunidades eclesiais de base, que a comissão de CEBs da Diocese de Garanhuns realizou no último dia 28 de julho, o 11° Encontro de Jovens de CEBs, com cerca de 30 participantes vindos de comunidades de Jurema, Paranatama e Garanhuns. 

Com o tema "O jovem na Igreja e na Sociedade", o encontro foi mediado por Almir Basio, o qual motivou as discussões em torno dos desafios enfrentados pelos jovens em seus espaços, e posteriormente em quais possíveis ações conjuntas podem ser realizadas para superação destes. A responsabilidade na escolha e no acompanhamento dos representantes nas eleições deste ano foi discutida, a partir da necessidade de escolha de candidaturas que assegurem a continuidade das políticas públicas para juventude sobretudo em educação e lazer. 

O dia foi carregado de boas conversas, e ao fim da tarde seguimos para casa, com o compromisso do retorno na 22° Festa da Colheita, para celebrar o reencontro, e partilhar os frutos desta formação. 

Texto e imagens: Francielly Falcão








segunda-feira, 10 de setembro de 2018

24º Grito dos Excluídos expõe a “Pátria dos Privilégios”

Neste feriado da Independência, homens e mulheres que sonham com um país mais justo saíram às ruas de Garanhuns para manifestar sua indignação com tantas regalias concedidas a poucos, enquanto a maioria do nosso povo sobrevive abandonada à própria sorte. O 24º Grito dos/as Excluídos/as ecoou mais uma vez em nosso chão, tendo como lema neste ano: Desigualdade gera violência: Basta de Privilégios – Vida em Primeiro lugar.

A movimentação iniciou-se com a celebração, presidida por Dom Paulo Jackson, na Paróquia São Sebastião. Em sua homilia, o bispo diocesano fez um paralelo entre o momento atual do Brasil e aspectos históricos de Garanhuns. Lembrou da Tapera do Garcia, núcleo do povoamento da cidade, outrora em ruínas. Declarou ver o Brasil hoje como uma tapera: destruída, fragmentada e dividida. Sua restauração requer uma nova lógica de poder, baseada nas premissas do evangelho. Nele, o poder é serviço, ao passo que frequentemente vê-se hoje sua usurpação para a manutenção de benesses destinadas a verdadeiras castas.

Em seguida, agentes de pastoral da Cáritas, CEB's, Escola Fé e Política, Comissão Pastoral da Terra, Vicentinos, Pastoral da Criança, de comunidades quilombolas e de diversas paróquias, caminharam rumo à Avenida Santo Antônio empunhando faixas e cartazes e em meio a cânticos e discursos contra a injustiça e o desmonte de direitos sociais, que afetam sobretudo os mais pobres. Em diversos pontos, a manifestação foi saudada com aplausos da população e muitos se juntaram para trazer também o seu grito para a avenida.















quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Escola Fé e Política realiza encontro com candidatos à ALEPE em Garanhuns

A Escola Fé e Política Irs. Juvenal Bomfim e Gabriel Hofstede promoveu neste sábado, 1o. de setembro, um encontro com candidatos à Assembleia Legislativa, no salão da Catedral de Garanhuns. O evento, com o tema: “Diálogos políticos: pontes para a sociedade do bem viver”, foi uma oportunidade para apresentação de propostas e de um contato mais próximo dos eleitores com os candidatos. Foram convidadas lideranças de todos os partidos que militam dentro do território da Diocese de Garanhuns. Destes, estiveram presentes: Antônio Bezerra (PC do B), Audálio Ramos (DC), Doriel (PT), Genivaldo Menezes (PC do B) e Joseneuda Assis (PC do B). 

Os participantes perguntaram diretamente aos candidatos assuntos relacionados a segurança pública, educação, saúde e políticas públicas voltadas para os idosos. Também puderam ouvir as ações que cada um já pôde efetivamente desenvolver nos mandatos ou em outras atividades que já exerceram. 

Na abertura, o Pe. Gabriel Hofstede afirmou, com a esperança e o entusiasmo que lhe são característicos, como a Política pode, de fato, melhorar a vida das pessoas e deu exemplos dessa mudança por meio de momentos históricos da Holanda, seu país natal. Ele declarou ainda que a avançada idade não é empecilho para ter viva a esperança de ver a redução das desigualdades no país que o acolheu. 

Houve ainda a distribuição da Cartilha de Orientação Política lançada pelo Regional Sul 2 da CNBB em vista das eleições deste ano. O subsídio destaca como grandes preocupações para este pleito a descrença generalizada na política e nos políticos, que pode levar a um decréscimo nocivo da participação popular; bem como o acirramento da polarização, que tem fortalecido discursos de ódio, em detrimento da cultura do diálogo tolerante que a democracia exige.

Para Ângela Alexandre, uma das coordenadoras da Escola Fé e Política, “a noite foi proveitosa neste momento em que muitos estão se informando para decidir o seu voto. E a Escola pretende promover outros momentos visando um melhor acompanhamento dos mandatos pela sociedade local, pois um dos nossos objetivos é a conscientização de que o exercício da cidadania deve ser permanente e a nossa participação na democracia não se resume a votar a cada dois anos.”

Assessoria do encontro




quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Assembleia Anual - 2018


"Eu sou a videira, vocês são os ramos, e meu pai é o agricultor."



No ultimo dia 14 de Julho, a Fundação Santuário das Comunidades reuniu sócios e sócias das dioceses de Caruaru, Garanhuns e Pesqueira para mais uma assembleia anual. O dia de convivência, partilha e planejamento começou na tenta com uma acolhida coordenada por Toinho. Sentimos a presença de Deus na vida que sopra com o vento, nos sons da natureza e no abraço dos irmãos. Vinicius nos contou a Parábola da Videira, lembrando a todos nós que como comunidades somos chamados a produzir o amor.

No salão, demos continuidade a pauta, fazendo uma revisão do Estatuto da Fundação, adaptando ponto a nova realidade de nossa associação. Dani e Glaúcia mediaram as alterações e a esclareceram dúvidas da plenária. Após a revisão do Estatuto, Hermínia apresentou a a prestação de contas de 2017, atentando as melhorias estruturais realizadas.

Na tarde, como de costume dedicamos um tempo para pensar as temáticas do Natal das Comunidades, este ano em sua 38ª edição. O proveitoso diálogo no grupos trouxe três grandes reflexões:

  •  Natal como tempo de libertação e renovação das esperanças;
  • Natal como a esperança que floresce em meio aos tempos difíceis; e
  • Natal: Festa da Família;
Estes, e as sugestões de temas ficaram sobre a responsabilidade da diretoria para elaboração das novenas, para que todos nós possamos celebrar juntos, apesar das distâncias.

Seguimos com celebração eucarística, presidida por Padre Reginaldo, que dentre os muitos motivos agradecia a Deus os anos de sacerdócio e de permanência neste chão. Como de costume a confraternização foi no estilo junino, muito forró, fogueira e o friozinho característico deste tempo. A Já em casa, estamos a curtir a saudade, e já a planejar nosso próximo encontro no 38ª Natal das Comunidades, dia 23 de dezembro de 2018.
    









segunda-feira, 18 de junho de 2018

Escola Fé e Politica da Diocese de Garanhuns realiza estudo sobre Jesus, o Reino e a Política

Turma 6 – Módulo 3


Neste final de semana, 16 e 17 de junho de 2018, realizou-se mais um módulo formativo da Escola Fé e Política Irmãos Juvenal Bomfim e Gabriel Hofstede, com o tema “Jesus, o Reino e a Política”. Estavam reunidos no Recanto Franciscano Nossa Senhora de Guadalupe- Sítio Cruz, alunos desta escola e da Escola Bíblica Frei Juvenal. O encontro teve início com momento de oração, meditando sobre a missão de Maria ao lado de Jesus. Logo após acolhemos com alegria Pe. Gabriel (um de nossos patronos), que reforçou a missão da Escola, e o convite para participação no Grito dos Excluídos, denunciando as injustiças praticadas contra nosso povo.
“Venha o Teu Reino”, com este pedido da oração do Pai Nosso, Hermínia Boudens, do Santuário das Comunidades, iniciou as reflexões sobre o Reino de Deus e seus sinais no Antigo e Novo Testamento e nos dias atuais. Em quatro grupos, a turma partiu para estudar passagens bíblicas dos evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. Tinham a missão de discutir as ações políticas dos doutores da Lei e dos Fariseus, bem como o posicionamento de Jesus. Na socialização foi possível observar ainda as propostas de governo das autoridades da época e do próprio Jesus. À tarde, continuamos o estudo, dessa vez com o apoio do texto “O Reino de Deus e o poder político” de Mauricio Abdalla.
No fim da tarde fizemos uma roda de conversa, para apresentar os projetos de intervenção. Nosso objetivo é ajudar os alunos a melhorar a realidade local. Dos temas apresentados, os mais comuns são o do tratamento do lixo e a Segurança Pública. À noite, como bons nordestinos, demos boas risadas com o casamento matuto e a tradicional quadrilha junina.
O domingo foi dedicado a pensar as ações concretas que já fizemos ou podemos fazer para viver o Reino de Deus. O cuidado com os pobres, garantindo acesso a políticas públicas de qualidade, tem sido realizado de diversas formas por nossos alunos. Além disso, estes têm cada vez mais clara a necessidade do processo de formação de base para melhorar a nossa sociedade. Seguimos para casa alimentados da Palavra e da Eucaristia celebrada junto à comunidade local, e na certeza de que é cada vez mais necessário o nosso protagonismo na realização do pedido: “Venha o Teu Reino”.